Polígrafo para provar inocência na justiça

Teste do polígrafo para provar inocência na justiça | Detector de mentiras

Teste Polígrafo para provar inocência

A utilização do teste do polígrafo para provar inocência na justiça e pessoas falsamente acusadas tem vindo a aumentar no Brasil. Este fenómeno é certamente devido a uma melhor divulgação da tecnologia mas também a um aumento da urgência de provar a inocência.

Especialmente no que se refere a crimes contra os costumes, a procura de um meio de defesa cientifico veio responder a uma necessidade real que sofrem pessoas falsamente acusadas: “como provar a inocência?”. Esta situação voltou-se ainda mais imprescindível com crimes que dependem da interpretação da credibilidade das partes, como é o caso neste tipo de crimes morais.

Os crimes contra os costumes são complexos de julgar. Em muitas ocasiões não existem provas físicas, materiais para comprovar as acusações e a justiça tem que julgar com base na única prova existente, a “prova testemunhal” da suposta vitima.

A contraparte acusada, mesmo não tendo o ónus da prova, não tem outra forma de se defender de que clamar a sua inocência e tentar desacreditar as acusações.

Advogado justiça

Dependendo do caso e das circunstâncias, um “in dubio pro reo” se transforma num “in dubio adversus reo”, não arriscando-se a justiça a dar o beneficio da dúvida em favor da(o) acusada(o).

Muitos advogados que defendem pessoas acusadas de crimes contra os costumes recorrem ao teste do polígrafo para defender o seu constituinte.

Esta é a principal razão pela qual cada vez mais pessoas acusadas procuram um teste do polígrafo forense para ajudar na defesa de inocente na justiça, provar sua inocência.

Teste psicofisiologico forense, teste do polígrafo judicial

poligrafo para justiça

Existem na Internet quantidade de textos sobre o polígrafo no aspeto legal qualificando sua utilização como ilícita. No entanto, esta interpretação está longe da realidade.

Um teste do polígrafo sempre é um processo voluntário e portanto as pessoas que se submetem ao teste é porque desejam provar sua inocência. Muitas vezes é o único método científico que têm para demonstrar a sua honestidade, razão pela qual existe uma verdadeira necessidade para esta prova científica.

Realizar um teste psicofisiologico forense (teste do polígrafo forense ou legal) requer um certo conhecimento e experiência por parte do perito. Estes tipos de exames não podem ser comparados às simulações de programas de televisão.

Um perito psicofisiologo forense deve não só dominar a parte técnico-científica do processo mas também saber interpretar judicialmente um caso. Finalmente o especialista deve também saber fundamentar tecnicamente o seu diagnóstico. Para mais informação sobre a ciência do teste seguir este link.

O polígrafo para crimes contra os costumes

A pressão social tem vindo a colocar em primeira linha os crimes contra costumes. Uma melhor proteção de pessoas vulneráveis era sem dúvida necessária mas esse aumento da proteção também causou danos colaterais indesejados.

Estes danos colaterais têm como efeito que certas pessoas com poucos escrúpulos utilizam a letra da lei para tirar proveito indevido, danificando ao mesmo tempo pessoas inocentes.

Especialmente quando os crimes não têm provas materiais, físicas, mas dependem do depoimento do ou da denunciante, o caso complica-se. Violação, estupro, estupro a vulnerável, agressão sexual, assédio sexual, etc. podem entrar dentro desta definição.

Crimes contra a dignidade, liberdade sexual, exposição da intimidade, crimes sexuais contra vulneráveis, etc. todos crimes que mesmo que incluídos no código penal brasileiro, na hora do julgamento, não sempre são evidentes de provar, nem de defender.

Igualmente supostos crimes de violência doméstica podem ser fruto de falsas queixas, denuncias. Mesmo se são minoria, casos de falsas acusações em crimes de costumes existem e são muitas vezes difíceis de contrastar.

A procura da sociedade em defender os seus membros mais vulneráveis tem como contraparte que pode ser utilizada de forma errónea por alguns deles.

Especialmente quando a consequência do abuso da proteção tem como alvo outro cidadão, a sociedade precisa dum mecanismo de equilibro.

De certa forma esse mecanismo existe, cada cidadão tem direito a um julgamento independente, muitas vezes esse mecanismo não é suficiente.

Um exemplo pode ser a demora em julgar uma pessoa inocente acusada de um crime mas também que o juiz deve saber distinguir com toda certeza entre a honestidade e desonestidade das partes, e isso não é evidente.

Um teste psicofisiologico forense se estima necessário para agilizar a justiça e minimizar prováveis erros de julgamento.

Um teste do polígrafo para a defesa de um reo, talvez inocente é fundamental para uma justiça justa.

Qual é o preço de um teste do polígrafo legal para provar inocência na justiça

Teste poligrafo para defesa de inocente, provar inocência

Quanto custa um teste psicofisiologico forense? Como explicado anteriormente, existe certo desconhecimento com respeito ao que é um teste do polígrafo. No entanto quando exploramos o uso de estes testes na justiça caímos rapidamente em dogmas em contra ou a favor.

É realmente importante perceber que um teste psicofsiologico forense é todo um processo, que deve ser aplicado por um especialista altamente qualificado não só no aspeto técnico-científico mas também na área legal.

Os testes psicofisiológicos forenses específicos, são exames que investigam assuntos únicos e estão desenhados para assuntos legais. Os testes contemplam os seguintes passos:

  1. Estudo do caso
  2. Entrevista da pessoa examinada sobre o caso
  3. Formulação das perguntas
  4. Aquisição da informação fisiológica
  5. Análise dos gráficos (informação fisiológica)
  6. Elaboração de parecer técnico científico

Outros aspetos que influem no preço do estudo é o lugar onde é realizado o teste já que o perito pode ter que deslocar-se para efetuar certos passos da perícia.

Por todas estas variáveis é difícil dar um valor fechado para um teste psicofisiologico forense. Como indicação, e dependendo das variáveis antes mencionadas, o valor do teste pode variar entre R$ 3.500 a R$ 10.000.

Como realizar um teste do polígrafo para provar inocência

Historia Polígrafo

Caso tenha sido falsamente acusada(o) de ter cometido um crime ou mesmo uma ação que cause problemas no seu entorno não duvide em entrar em contato com Polígrafo Brasil.

Como explicado anteriormente devemos em primeira instância estudar o caso e avaliar se um teste psicofisiologico forense se justifica.

O processo para realização do teste é simples:

  1. Contate com Polígrafo Brasil por WhatsApp, Celular, Email
  2. Envie a informação necessária para avaliação do seu caso
  3. Acordar os termos do serviço
  4. Realização do exame
  5. Obtenção do parecer técnico-científico

A consulta é totalmente grátis.

Foto manchete David Veksler em Unsplash